Já se cuidou hoje? Vem conversar com a gente sobre autocuidado

| | ,

Eventos como o do Outubro Rosa vêm para nos lembrar o quanto um gesto de autocuidado pode salvar vidas. Mais de 80% das mulheres que trataram da saúde das mamas descobriram sozinhas algum dos sintomas. Isso faz sentido: afinal, tem alguém nesse mundo que conheça seu corpo melhor do que você?

Cuidar de si é a primeira e mais genuína forma de estar preparada para todas as tantas coisas que fazemos e buscamos na vida, e também é uma forma de cuidar bem das pessoas que nos cercam e que queremos bem.

É por isso que, hoje, o assunto não poderia ser diferente. Vamos falar de autocuidado, lembrando que esse ritual de carinho que você faz para si mesma vai muito além do skincare de cada dia! Esse universo é muuuito vasto e está só te esperando! <3

O que é o autocuidado?

O autocuidado é a definição da atitude de cuidar de si mesma. Vivemos uma rotina tão agitada que ficou comum esquecer das próprias necessidades físicas e psicológicas. Cuidar de si é adaptar o mundo a sua volta para que haja um tempo e um espaço saudável só seu. É recarregar suas energias.

Autocuidado nada tem a ver com egoísmo. Pelo contrário – quem pratica o autocuidado tem muito mais oportunidades de ser uma pessoa mais ativa, sociável, saudável, feliz e capaz de fazer muito mais pelo próximo.

Mulher sentada com creme nas mãos para passar na perna

Não existe contradição entre cuidar de si e cuidar do próximo. Na verdade, cuidar do próximo sem cuidar de si é que seria algo difícil de imaginar. Afinal, como podemos construir algo sem criar os alicerces que começam em nós mesmas? Por mais que contemos com as pessoas com que convivemos, existem cuidados que só você mesma poderá fazer por si.

Todos os anos, diversas entidades promovem campanhas interativas para promover a conscientização e o cuidado com a saúde. O Outubro Rosa, voltado para a prevenção do câncer de mama, certamente é o mais popular.

E para compreender a importância do autocuidado, o tema é trabalhado em vários meses do ano, mas com enfoques diferentes. Por exemplo: temos o Novembro Azul, em prevenção ao câncer de próstata; o Dezembro Vermelho, para prevenção do HIV; e o Dezembro Laranja, para conscientizar sobre os cuidados da pele – lembrando que o câncer de pele é o mais comum do Brasil!

Por que e como praticar o autocuidado

Existem muitos gestos de cuidado que praticamos por nossa família, amigos e colegas e que acabamos não fazendo por nós mesmas. Seja porque estamos com a rotina muito corrida ou porque ainda não nos demos conta da importância desses cuidados.

Mulher de roupão sorrindo com creme no rosto

Mas o que devemos saber é: o autocuidado fará muito bem para você e para quem está ao seu redor, pois uma pessoa consciente, com autoestima, que se conhece e é feliz certamente tem muito mais incentivos, clareza e vontade em suas atitudes. Todo gesto positivo tem um grande poder multiplicador, acredite!

Praticando o autocuidado

Entre os diferentes tipos de autocuidado, podemos falar daqueles que envolvem o corpo, a mente, as relações e o intelecto. Quer saber como se cuidar em cada uma dessas áreas? A gente ensina:

Autocuidado com o corpo

O cuidado precisa começar com o corpo. Afinal, é nele que habitamos!

Existem cuidados importantes que podemos ter com os nossos corpos para identificar problemas que, se tratados com antecipação, podem ter seus males reduzidos. Para nós, mulheres, um dos cuidados mais importantes é com as mamas!

Nada substitui a visita regular à mastologista, mas você pode examinar regularmente suas mamas para conhecer seu corpo e perceber possíveis sinais de nódulos. Apalpando, pressionando e observando o formato, a textura, o movimento e diferentes posições, além de procurar por tipos de secreção ou diferenças nos mamilos, por exemplo, é possível notar sinais importantes e reportar ao seu(a) médico(a) de confiança.

Para examinar, faça pequenas pressões com movimentos circulares, depois de cima para baixo, usando as pontas dos dedos, avaliando parte por parte. Quer saber mais sobre o autoexame? No site do Instituto Nacional do Câncer você conhece passo por passo, além de ficar por dentro das recomendações do Ministério da Saúde para o diagnóstico.

A prática de exercícios físicos é outra maneira comprovada de cuidar de si. E não se trata de buscar um corpo musculoso ou magro, e sim de sentir o prazer da atividade física, que libera endorfinas, estimula a produção de melatonina, auxilia em muito na saúde do sono e, mais do que isso, é uma maneira de prevenir problemas cardiovasculares e ortopédicos, além de ser ótimo para manter hábitos produtivos e sociáveis.

Nada substitui uma boa noite de sono, e nada restitui o sono perdido. É essencial garantir uma boa atividade dos neurotransmissores que cuidam da memória, da concentração e do humor, e eles trabalham a todo vapor enquanto estamos sonhando.

Produtos de skin scare para cuidados pessoal um do lado do outro

Hidratação e alimentação também são vitais e insubstituíveis: consuma muito líquido e tenha uma relação íntima e ativa com a sua alimentação. Evite comida ultraprocessada e dê uma chance às inúmeras e incríveis receitas com vegetais e grãos. Estar consciente sobre o que fazemos, especialmente em relação a algo tão fundamental quanto comer também é uma maneira de se autoconhecer e se autocuidar.

Autocuidado com a mente

Esse é um cuidado que muitas pessoas têm negligenciado, e que tem um impacto enorme em nossas vidas. Ele tem a ver com diferentes partes de quem somos e como vivemos. Cuidar da mente tem muito a ver com autoestima, esse conceito tão falado e pouco compreendido.

Ter autoestima é fundamental, mas sabemos que há momentos em que não é fácil. Muitas pressões e cobranças (de nós mesmas, inclusive) podem borrar nossa autoimagem. Por isso é importante se construir constantemente: afirmar para si mesma quem você é, com honestidade, carinho e muita aceitação. Quer algumas dicas para o dia a dia? Olha só:

Cuide do seu diálogo interno

Como anda o seu diálogo interno? Você é uma amiga de si mesma? Exercitar um bom diálogo interno é importantíssimo para sua saúde mental. Faça elogios para si mesma, pratique o amor próprio e a auto-apreciação!

Faça pequenas mudanças no visual

Mmude o cabelo, as unhas, a forma como se maquia. Essas mudanças pequenas podem te incentivar a olhar para si com mais carinho.

Permita-se

Se presenteie com uma roupa nova, um creme, algo que você desejava há algum tempo mas achava que não era o “momento de comprar”.

Abrace o positivo

Aceite e leve a sério os elogios que as pessoas fazem. Muitas vezes somos muito duras com nós mesmas e duvidamos das boas intenções dos demais.

Não use os demais como régua

Há vezes em que as pessoas dizem coisas sobre nós que não refletem a verdade. É importante não levar comentários maldosos ou improdutivos tão a sério e buscar um equilíbrio em como lidamos com a nossa autoimagem e a imagem que as pessoas têm de nós.

Reconheça a sua totalidade

Você dá atenção às suas qualidades que não tem a ver com a aparência? Enxergar-se como um ser completo, ativo e multifacetado é mais que relevante para a sua autoestima. Você é muito mais que uma imagem!

Autoconhecimento

Existem muitas formas de buscar autoconhecimento:

Faça terapia

A grande maioria das pessoas deveria visitar um psicólogo e outros tipos de terapeutas com alguma regularidade para ter um apoio profissional, desabafar e buscar uma perspectiva nova na resolução de situações.

Busque uma espiritualidade

Existem formas mais sutis de autoconhecimento que a sabedoria antiga das religiões e práticas esotéricas guardam, e muitas delas buscam agregar à vida e abrem uma porta nova para nosso entendimento da realidade.

Medite

Fechar-se em seu interior de tempos em tempos é importante: deixe seus pensamentos fluírem até que eles se esgotem, aceite o que sente e pensa, analisando esses elementos em busca de respostas internas.

Ative o sentimento de valor

Mantenha um relato constante dos seus sentimentos e atividades em um pequeno caderninho diariamente. Pode ser algo pequeno, mas em momentos em que sentir para baixo, você pode sempre acessar essas memórias e sentimentos para sentir que o tempo passou de forma produtiva, e que você esteve lá.

Autocuidado com as relações

Ninguém é uma ilha, e durante nossa vida estamos sempre em contato, direto ou indireto, com uma quantidade enorme de pessoas. A melhor forma de ter um bom relacionamento com elas é começar tendo um bom relacionamento consigo mesma!

Cerque-se de pessoas que te fazem bem

Família, amigos, colegas, pets, o seu amor: quem faz seu coração ficar confortável? Todas as pessoas são influenciadas por quem as cerca, e são moldadas por essas relações. Se você busca se cuidar, vale a pena estar ao lado de quem quer cuidar de você!

Dialogue

Não “engula o grito”. Ficar remoendo situações é desgastante. Crie um canal de comunicação com as pessoas para poder se expressar e permitir que elas se expressem. Com carinho, mesmo as coisas mais difíceis de se conversar podem ser produtivas e nos fazer maiores.

Corte relações improdutivas

Eexiste uma grande diferença entre o que é construtivo e o que é nocivo. Infelizmente, existem pessoas que nos fazem sentir drenadas de energia, para baixo. Tente se afastar dessas relações, especialmente daquelas que possam oferecer risco. Nesse caso, conte com alguém de confiança e, se necessário, denuncie!

Restabeleça contato

Reencontre amigos de outras épocas e não deixe as amizades atuais esfriarem. É claro que isso demanda tempo, mas pode ser um tempo muito bem investido. Não adie mais aquele café ou churrasco com os amigos, ok?

Tenha um tempo só seu

Às vezes precisamos recarregar as energias sozinhas, e por mais que hajam ambientes onde isso é difícil, vale a pena informar essa necessidade e conceder ela às outras pessoas do seu convívio, também! Vocês vão ver como estarão com mais disposição depois de tirar um tempo fazendo atividades individuais.

Autocuidado intelectual

Cuidar da intelectualidade faz muito bem para o cérebro e para o senso de autorrealização:

Leia

Ler nunca foi ou será algo obsoleto: a leitura é um momento de intimidade, relaxamento e descoberta muito valioso. Cada livro lido agrega uma quantidade enorme de conhecimentos e sabedoria que sempre rendem ótimas conversas.

Debata

Falando em ter ótimas conversas: qual foi a última vez que você debateu assuntos grandiosos, discordou de uma ideia, filosofou ou criou argumentos? Debater ajuda a criar formas de expressão e raciocínio que exercitam diversas capacidades intelectuais.

Dê risada

Rir é um santo remédio: tire um tempo para ver filme, ler um quadrinho ou ver vídeos bobos na internet. Cultive a leveza!

Se emocione

A inteligência emocional é muito preciosa, e todos os nossos sentidos podem nos fazer aprender coisas incríveis. Ouça músicas que você gosta, sinta aromas raros, coma bem… Tudo isso pode enriquecer suas emoções e tornar seu dia a dia mais gostoso.

Faça arte

A arte é forma maior de expressão. Aprenda ao menos uma técnica para pintar ou alguns acordes, arrisque uns versos de poesia. Todas temos alguma predileção e dote artístico. Encontre o seu!

Aprenda algo novo sempre

Aprender como funciona algo é uma forma de análise formal poderosa: aprender uma língua, uma técnica, uma dança… Tudo isso aumenta nossos horizontes de entendimento abstrato e corporal e também nossa capacidade de analisar as coisas.

Nós da Fikbella queremos te ver sempre linda e com uma ótima autoestima. Por isso, trazemos o melhor do mundo dos cosméticos para te oferecer os melhores cuidados de maneira acessível. Pratique o autocuidado e ame-se cada dia mais. Você merece!

Anterior

Tudo sobre produtos Veganos e suas vantagens

Guia prático: aprenda o passo a passo da preparação de pele

Próximo

Deixe um comentário